segunda-feira, dezembro 07, 2009

Blame Canada


Sempre achei que ter uma flor de lis tatuada significava algo além.

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Right now

"Tenho pena de gente de vive do que passou, porque esquece que o porvir pode ser bem mais legal do que o que já foi" (roubei daqui). De quem vive de achar que o presente é apenas um intervalo, um atalho pelo caminho errado, e que o tempo vai passar e "consertar" tudo.
I feel sorry for you.
Só existe o agora. Aonde estou.

quarta-feira, novembro 18, 2009

quinta-feira, agosto 06, 2009

Where is my mind?

Então, de repente o Twitter some e nada mais faz sentido. Um trequinho que me tira a atenção de tempos em tempos, normalmente de seis em seis posts - ou sete, às vezes - via Twitterfox no cantinho direito da tela - e eis que acorda não funcionando.

Todas as pessoas com quem só falo por lá desaparecem da minha vida. Um treco que até anteontem nem existia e agora eu me sinto sem saber notícias do mundo e vou ter de abrir os RSS.

Eu não tenho onde postar links legais como esse: http://www.flickr.com/photos/mlakni/3544754029/. E hoje eu ia postar fotos no Twitpics. E aqui é um saco porque eu tenho de salvar as imagens e subir as imagens e postar as imagens.

Call me fool, I know, mas todos os msn que recebo dizem "O que aconteceu com o Twitter?". Eu quero meu brinquedinho de volta :S

sábado, julho 11, 2009

Prestando mais atenção no texto: olhar de mulher

Então a protagonista de Weeds, a linda MILF Mary Louise Parker, apareceu na revista Esquire em váaaarias fotinhos, algumas com pouquíssima roupa, e saiu em todos os lugares e blogs yadda yadda.



Sorry, men, as fotos estão legais, mas o que eu achei mais bonito - e punchy - dessa reportagem estava mais para baixo, um texto dela mesma, que reproduzo (em inglês) abaixo. Muito mais legal do que as fotos.

A Thank-You Note to Men

By Mary-Louise Parker

To you, whom it may concern:

Manly creature, who smells good even when you don't, you wake up too slowly, with fuzzy, vertical hair and a slightly lost look on your face as though you are seven or seventy-five; you can fix my front door, my sink, and open most jars; you, who lose a cuff link and have to settle for a safety pin, you have promised to slay unfortunate interlopers and dragons with your Phillips head or Montblanc; to you, because you will notice a woman with a healthy chunk of years or pounds on her and let out a wolf whistle under your breath and mean it; because you think either rug will be fine, really it will; you seem to walk down the street a little taller than me, a little more aware but with a purpose still; to you who codifies, conjugates, slams a puck, baits a hook, builds a decent cabinet or the perfect sandwich; you who gives a twenty to the kids selling Hershey's bars and waits at baggage claim for three hours in your flannel shirt; you, sir, you take my order, my pulse, my bullshit; you who soaps me in the shower, soaks with me in the tub; to you, boy grown-up, the gentleman, soldier, professor, or caveman, the fancy man with initials on your towels and salt on your chocolates, to you and to that guy at the concession stand; thank you for the tour of the vineyard, the fire station, the sound booth, thank you for the kaleidoscope, the Horsehead Nebula, the painting, the truth; to you who carries me across the parking lot, up the stairs, to the ER, to roll-away or rice mat; to you who shows up every so often only to confuse and torment, and you who stays in orbit, always, to my left and steady, you stood up for me, I won't forget that; to you, the one who can't figure it out and never will, and you who lost the remote, the dog, or your way altogether; to you, wizard, you sang in my ear and brought me back from the dead, you tell me things, make me shiver; to the ones who destroyed me, even if for a minute, and to the ones who grew me, consumed me, gave me my heart back times ten; to most everything that deserves to call itself a man: How I do love thee, with your skill to light fires that keep me warm, light me up.

quinta-feira, maio 14, 2009

Por aí

Bons presentes ecolegais (o contrário de ecochato) coisas originais e incríveis para pessoas que já têm tudo, na Origem. Era um site que lembrei ter visitado há uns quatro ou cinco anos.

***

Procurando coisas legais para a minha casa, cheguei à conclusão de que praticamente quero mobiliar minha casa com móveis de papel e adesivos nas paredes.
Mais mais - quero vários.

***

D'O Segredo do Vitório, queria muito os Little Thinkers, em especial o Freud, o Shiva e o relógio do Dalí.

***

Com medo da conta da farmácia após bem-sucedida ida ao homeopata. Que brigou comigo em plenas oito da matina. #FAIL.

***

Sigo frustrada por não aparecer em praticamente nenhuma foto da Adidas House Party em Curitiba. Nem como figurante, a não ser aqui, o que rendeu isso, vindo do Matias:



***

Logos inseridas em seu habitat :D

***

E Big Fish com Dave The Drummer nesse fim de semana?!?!: back to the future total.

***

Amo muito e já tenho saudades dos meus quando eram peques.

Ah, é. Timeless, babes. Esse post veio direto do meu twitter. @prisfoggiato.

quinta-feira, abril 16, 2009

Is it, @prisfoggiato?

Quando alguém descreve isso, assim, é porque é melhor eu parar e blogar.



vogue

A slack jaw and single, heavy thud of my heart as I look between them
and realise the events that will follow.
A gulp as I swallow my fantasies for him and bury them deep.
A shrug as I shake off any unjust and un-entitled feelings of betrayal
that threaten to cloud her in my head.
"Its fine", I hear my brain whisper softly to my heart.
"He's not yours and she is great."

Crying would feel good, but I can't muster a single sob.
I wade through my pain with a bittersweet smile on my lips.
My love for him has long seemed unrealistic, but I had hooked my heart
on these silly dreams.
She is an easy friend. Funny, beautiful, social and sparky.
He obviously has seen this in her too.
Shame he never saw it in me.
Crashing into new realities hurt.

From here. An amazing and beautiful blog.

segunda-feira, março 23, 2009

quinta-feira, março 12, 2009

Como fazer novos amigos e sofrer influência de pessoas

Já conhece o Caralivro?
=)

Pegou?

Mais uma produção @peterarustica, o cara que ainda vai dar post por aqui.

Catfight!

Your results:
You are Catwoman

You have had a tough childhood,
you know how to be a thief and exploit others but you stand up for society's cast-offs.


Click here to take the Superhero Personality Quiz


Mas olha... Deu pau a pau um monte pra segundo lugar, hein?

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

segunda-feira, fevereiro 02, 2009

Domingo Damien Rice <3 Florianópolis







E o mais legal: adivinha de quem é a cabeça que mais balança nesse palco em Volcano???



segunda-feira, janeiro 26, 2009

quarta-feira, janeiro 21, 2009

O cara que escreveu isso...

...tem só 27 anos e é chamado por Obama de seu "mind reader".

"Pois sabemos que a colcha de retalhos de nossa herança é uma força, não uma fraqueza. Somos uma nação de cristãos e muçulmanos, judeus e hindus --e não-religiosos. Somos moldados por cada idioma e cultura, vindo de cada canto desta Terra; e porque experimentamos o gosto amargo da guerra civil e da segregação, e emergimos daquele capítulo obscuro mais fortes e mais unidos, não podemos evitar acreditar que os velhos ódios um dia vão passar; que as linhas tribais em breve se dissolverão; que enquanto o mundo se torna menor, nossa humanidade comum se revelará; e que os Estados Unidos têm de desempenhar seu papel em conduzir uma nova era de paz.

Para o mundo muçulmano, buscamos um novo caminho para seguir adiante, baseado no interesse mútuo e no respeito mútuo. Para aqueles líderes ao redor do mundo que buscam colher conflitos, ou culpar o Ocidente pelos males de sua sociedade: saibam que seus povos os julgarão pelo que podem construir, não pelo que destroem. Para aqueles que se agarram ao poder através da corrupção e da mentira e silenciando dissidentes, saibam que vocês estão do lado errado da história; mas que estenderemos a mão a vocês se estiverem dispostos a abrirem os punhos."

Fragmento do dicurso da posse de Barack Obama ontem, 20.01.09.

Aqui, o que Saramago pensa de tudo isso. Lindo e coerente como só Saramago sabe ser.

quarta-feira, janeiro 14, 2009