quinta-feira, outubro 09, 2008

Sartre, Paris e o buraco


Mandei passar para DVD os mini-DVs de quando morei em Paris. Resultaram em cinco DVDs, horas de Paris e, de brinde, de outros lugares e outras vidas, e passados que gostei e não gostei de relembrar (pô, Diogo, tinha de ter um churrasco do Educacional no meio das gravações???).

Vontade de ser ruiva Walt Disney de novo. A tintura de cabelo que ficava em tudo onde eu encostava. Lembranças aos borbotões me fizeram sonhar coisas estranhas. Não é bom nem ruim, é só diferente e estranho. E faz tempo. E me põe a fazer contas do meu karma.

I was there, now I don't. So what?

...

"O buraco não é uma exceção na vida, e sim a regra. O buraco não é um vazio; o vazio existe em torno dele". - Jonathan Safran Foer, em Tudo se Ilumina.

Nenhum comentário: