sexta-feira, outubro 03, 2008

Ontem eu fui ao Video Games Live

No clima Video Games Live, que eu assisti ontem no Teatro Positivo - a maior concentração de nerds abaixo dos 25 anos em Curitiba na noite de 02/10 -, segue link de uns cartazes dos jogos atuais se fossem feitos para Atari.

Uma orquestra, um coral competentísimo, um maestro, um pianista e um guitarrista comprometidos em tocar as melhores trilhas sonoras do meio de entretenimento escolhido para o século XXI: o videogame.

Enquanto não vêm as fotos, fica a dica: o show é excelente e divertidíssimo, muito bem produzido. A edição dos videos dos jogos no telão acompanha perfeitamente as músicas (incluindo Game Over nos finais) e os efeitos de iluminação complementam a ambientação dos espectadores em cada jogo/trilha sonora apresentada.

Não rolaram muitos jogos anos 80, mas só Tetris teve umas duas ou três versões :) Pra variar, os músicos disseram que o Brasil é o local preferido de se apresentarem e as participações especiais de Mario Bros., Snake e a caixa me divertiram bastante. Só o mercado de jogos parece não entender o quanto perde ao não estar oficialmente no Brasil.

Por fim, a análise sociológica: é muito engraçado ver alguém apresentar uma música num show começando por berrar o nome da empresa que fez o jogo, depois o ano e, antes dele falar a música, já estar todo mundo berrando Final Fantasy VII, Zelda, Diablo, God of War, Halo, Metal Gear... E debulhar na guitarra se sentindo um astro do rock. Nerd*.

* Queria ter tirado foto da camiseta de um passante, com a mãozinha fazendo o sinal do Spock, esrito Nerd Power :D

Deu vontade de jogar vários, mas mais que isso, de ouvir alto quando jogar. E me deu mais vontade ainda de ter a trilha sonora de Eden, da Pixel Junk. Já postei uma vez aqui, mas agora a trilha sonora está disponível na Amazon :).

3 comentários:

Ba disse...

Levei meu irmão lá ontem, ele amou!!
Estava sem voz quando fui buscá-lo... hehe
Fiquei com vontade de ter ido.. rsrs

Thiago Padula disse...

Droga, eles não vem pra São Paulo. Queria que fosse uma merda =P

luismorpheu disse...

Tenho 31 anos e acho a maior bobeira isso de idade; jogo sempre que posso, leio quadrinhos e tudo mais do nosso querido mundinho nerd.
Ninguém acredita na minha idade mas, é normal, nerd não envelhece mesmo...